quinta-feira, 26 de março de 2015

OPINIÃO DO LIVRO: "O MAIOR AMOR DO MUNDO"




Acabei de ler o livro. Tempo: Um dia e meio. Sentimento: Todos possíveis. Emoção: Indescritível. 

Talvez seja se a memória não estiver me pregando uma peça, uma das primeiras resenhas que faço poucas horas depois de ter chegado ao ponto final. 
Se bem que existem livros que transcendem o ponto final e ficam remoendo dentro de você ainda por um bom tempo. 

Aproveitando a minha "fase Romance" ou a minha não "fase thriller", olhei para a minha estante e foi o olhar da garotinha da capa que me convidou para mais uma viagem. Afinal, todo livro acaba sendo uma grande viagem. Mas convenhamos nem sempre grande. 

Mas, "O maior amor do mundo" é uma bela e linda viagem. Uma viagem ao sentimento, ao amor incondicional de uma mãe e que te leva a sentir uma infinidade de sentimentos: dor, raiva, amor, ternura, paixão, medo. 

Você se envolve de tal forma com a personagem Elle Beene que fica às vezes difícil de segurar algum comentário que você faz em voz alta - vai dizer que nunca fez nenhum comentário em voz alta durante a leitura? - que acaba escapando durante a leitura como se você quisesse participar do diálogo e da vida de Elle.

Eu diria que é um livro quase que leitira obrigatória para todas as mulheres que são mães, para as que pensam em ser e para as que não pensam em ser - e não sabem o que estão perdendo. E no meu caso, leitura também recomendada aos homens que talvez consigam entender o quão grande é o amor de uma mãe. É algo grandioso que transcende qualquer coisa. 

Você vai se emocionar e muito - preparem os lencinhos de papel e deixem as lágrimas rolarem - com a história de Elle que depois de se divorciar pega a estrada, entra numa pequena cidade, conhece um cara (Joe) que tem dois filhos, Zach de 6 meses e Annie de 3 anos, se apaixona e casam. Quando Joe se afoga a vida de Elle se transforma. Alguns segredos vem à tona, a mãe biológica reaparece, pedindo a guarda definitiva das crianças, o negócio da família estava praticamente falido. E então começa a batalha de Elle para sustentar uma famíia, além das tarefas domésticas e da batalha contra a mãe biológica. Dilemas, tipo a Escolha de Sofia, tribunais, família, as crianças e o amor de duas mães. 

Bravo!


Classificação:  ☻☻☻☻☻

☻ Péssimo ☻☻ Ruim ☻☻☻ Bom ☻☻☻☻ Muito Bom ☻☻☻☻☻ Ótimo

O MAIOR AMOR DO MUNDO - SERÉ PRINCE HALVERSON - EDITORA ARQUEIRO - 312 páginas

quarta-feira, 25 de março de 2015

OPINIÃO DO LIVRO: "O COMEÇO DE TUDO"



Imperdível. Inesquecível. Emocionante. Sensível. Sim, eu chorei. E se você entrar de corpo e alma na história com certeza vai também derramar algumas lágrimas.

"O Começo de Tudo" foi um livro que quando comecei a ler a leitura fluiu de tal forma que quando me dei conta faltavam alguns capítulos para o final. E assim com muita tristeza minha leitura se deu em um dia e meio. E essa é a parte mais triste do livro. Quando acaba. Você se vê tão envolvido na vida do personagem que quer continuar com ele por muitos mais capítulos. 

Esse livro vai te mostrar que nem sempre a vida que você tem e acha que a melhor do mundo é realmente isso, a melhor do mundo. Você vai ver que ser uma "atração" no colégio, ser um esportista, namorar aquela garota que todos desejam, andar com a turma mais badalada do colégio e ter ainda o favoritismo ao posto de Rei do Baile, nem sempre é o que de mais legal você tem em sua vida.

Precisou uma tragéida, uma traição da namorada para que ele revesse sua vida e percebesse que não pertencia àquela outra vida.

Na história você vai acompanhar a transformação de Ezra Faulkner, seus medos, seus novos questionamentos, e a aceitação de quem ele se tornou, e do porque ele se tornou. Como ele lidou com essa mudança. Até talvez a mais banal que é o simples lugar onde se vai sentar para almoçar, passando pela superação de não poder mais ser O ESPORTISTA, e o de namorar uma garota que foge dos "padrões" normais que acabam sendo impostos pelos próprios adolescentes e taxados de vencedores e perdedores.

Você vai acabar a letirua vendo que sempre que você achar que tudo acabou, se você olhar com cuidado vai ver que sempre há o recomeço que às vezes pode ser o seu Começo de tudo.

Bravo!



Classificação:  ☻☻☻☻☻

☻ Péssimo ☻☻ Ruim ☻☻☻ Bom ☻☻☻☻ Muito Bom ☻☻☻☻☻ Ótimo

O COMEÇO DE TUDO - ROBYN SCHNEIDER - EDITORA NOVO CONCEITO - 287 páginas

segunda-feira, 23 de março de 2015

SORTEIO DO LIVRO: "A LINGUAGEM DAS FLORES"




Ainda não é primavera, mas a Viciados em Livros​ traz em parceria com a Editora Arqueiro​ a promoção que irá sortear o livro:

"A LINGUAGEM DAS FLORES" - Vanessa Diffenbaugh

Compartilhe a imagem em modo público.

Para participar basta entrar na aba "Promoções - Sorteie.me" ou acessar pelos links abaixo:

https://www.sorteiefb.com.br/tab/promocao/438646

http://bit.ly/A_Linguagem_das_Flores

sexta-feira, 20 de março de 2015

OPINIÃO DO LIVRO: "A TODA PROVA"




Sempre serei suspeito em minhas resenhas quando o assunto é Harlan Coben. Ainda mais para quem teve o privilégio de tomar um café da manhã com ele. Mas isso só aumentou mais ainda a minha "fãnzisse".

"A toda prova" é mais um livro com Mickey Bolitar, o sobrinho do querido Myron. Antes tivemos "Refúgio" e "Uma questão de segundos", ambos publicados pela Editora Arqueiro. 

Uma coisa é fato: sempre sinto falta de Win, o fiel amigo escudeiro de Myron e de Esperanza, sua fiel escudeira também. E do próprio Myron em si como o protagonista. Mas... Mas isso não compromete em nada de nada a leitura do livro. 

Aqui o trio protagonista é outro, Mickey, Ema e Colherada, tal qual na série com Myron. Fico até imaginando como seria um livro com todos juntos. Harlan fica a dica.

Em "A toda prova", Mickey vai continuar sua busca pela verdade sobre seu pai, sobre o Abrigo Abeona e Harlan como não poderia deixar de ser, consegue com maestria amarrar a coisa de uma maneira incrível com sempre aquela virada que faz você dizer: "Ohhhhhhhhhhhhhh".

E paralelo a essa busca ainda existe um outro "caso" em que Mickey como seu tio Myron (sempre) acabam envolvidos e que tem Ema como o pivó da história. E que também está amarrada de um jeito que só uma cabeça como a de Coben para construir. 


Classificação:  ☻☻☻☻☻

☻ Péssimo ☻☻ Ruim ☻☻☻ Bom ☻☻☻☻ Muito Bom ☻☻☻☻☻ Ótimo

A TODA PROVA - HARLAN COBEN - EDITORA ARQUEIRO - 221 páginas

SORTEIO DO LIVRO: "UMA LONGA JORNADA" + CHAPÉU




Nicholas Sparks na Viciados em Livros!

Em parceria com a Editora Arqueiro vamos sortear um exemplar com a capa nova do livro que virou filme e um chapéu!

"UMA LONGA JORNADA" - Nicholas Sparks + CHAPÉU

Compartilhe a imagem em modo público.

Para participar basta entrar na aba "Promoções - Sorteie.me" ou acessar pelo link abaixo:


quinta-feira, 19 de março de 2015

OPINIÃO DO LIVRO: "EM ALGUM LUGAR DO PARAÍSO"



Uma coisa é certa: Melhor não ler em público o livro para não começarem achar que você é realmente estranho. 1) porque está lendo. 2) porque além de ler, você ri e às vezes gargalha. É muita informação para um público que não está acostumado com isso ainda mais se levando média vergonhosa de leitura do brasileiro em consideração. Abafa que senão a resenha vira um texto político. Que alíás é um prato cheio para o Verissimo.

Difícil falar das crônicas do brilhante Luis Fernando Verissimo. Difícil também dizer que essa ou aquela é a "the best". Todas, ou a grande maioria das crônicas são difíceis de resenhar, pois Verissimo trata de fatos do cotidiano, de fatos que já aconteceram - Sobre o primeiro homem - de sentimentos, e até angústia. 

O ponto negativo é que o livro acaba logo e você fica com aquele gostinho de quero mais, quero mais. 

Que mais posso dizer?


Classificação:  ☻☻☻☻☻

☻ Péssimo ☻☻ Ruim ☻☻☻ Bom ☻☻☻☻ Muito Bom ☻☻☻☻☻ Ótimo

EM ALGUM LUGAR DO PARAÍSO - LUIS FERNANDO VERISSIMO - EDITORA OBJETIVA - 194 páginas

OPINIÃO DO LIVRO: "SUSPEITOS"





Alguns prólogos são a porta de entrada, são o convite que todo leitor espera e que o puxa para dentro da história de uma forma até bruta. Não foi o caso. O prólogo foi "ok".

Não lembro enquanto escreo a resenha se já li algum outro livro de Robert Crais. Mas a história é até interessante. O livro conta a história de um policial, Scott James, que numa noite foi baleado e quase morreu e sua pareceira assassinada. Depois de nove meses e dezesseis dias, James Scott acorda depois de uma sessão de regressão feita pelo Dr. Charles Goodman, designado para cuidar dele e para ver se ele se lembrava de mais algum detalhe que pudesse ajudar na investigação sobre os assassinos.

James Scott então conhece sua nova parceira, Maggie, uma pastor-alemão que sobreviveu a três temporadas no Iraque e no Afeganistão - essa é parte que é contada no prólogo - e que como James Scoott está desacreditada em poder trabalhar novamente.

É a partir daí que a história se desenrola e conta como James Scott e Maggie começam a investigar o caso que ninguém mais quer que seja investigado.

Se você achou, pôxa, que história incrível, porque só um livro bom? Por uma série de pequenos detalhes, mas que fazem uma certa diferença no todo.

A capa do livro é feia. Nada convidativa. Mas o que pesou mais foram os erros encontrados durante a leitura. Fora uma mania talvez, de em alguns capítulos, o autor optar pela mudança na menção do nome do protagonista. Numa mesma sentença o autor usa o nome e depois usa só o sobrenome, o que pode na hora causar uma certa confusão do tipo, quem é fulano? Porque não começar o livro falando ou 'o policial James', ou 'James', ou 'Scott' e não continuar a falar do protagonista usando apenas uma forma?

Por exemplo, no capítulo 5 ele começa 'James Scott', depois no meio, escreve 'policial James', e depois somente 'James', se até aquele momento era só usado 'Scott'?

Um leitor mais desatento vai acabar tendo que parar tudo e voltar algumas páginas para trás para ver se é um novo personagem ou é o mesmo apenas tratado de forma diferente.


Classificação:  ☻☻☻☺☺

☻ Péssimo ☻☻ Ruim ☻☻☻ Bom ☻☻☻☻ Muito Bom ☻☻☻☻☻ Ótimo

SUSPEITOS - ROBERT CRAIS - COMPANHIA EDITORA NACIONAL - 278 páginas

quarta-feira, 18 de março de 2015

OPINIÃO DO LIVRO: "RIO NOIR"





Decepção. Foi assim que me senti quando acabei de ler "Rio Noir". Decepcionado.

Quando você olha para a capa, bonita por sinal, tipo, bem no clima da proposta, você acha que a leitura vai ser maravilhosa pelo calibre dos autores convidados para escreverem contos sobre algum lugar do Rio de Janeiro. Escritores esses, selecionados por Tony Bellotto que também assina um dos contos.

Dividios em 4 partes e passando pelos mais diversos bairros cada autor escolheu o seu bairro que tivesse alguma ligação com ele.

Muitos dos autores eu já conhecia. Ou de livros, ou de suas crônicas. Ou de ambos. Mas isso não bastou.

Como explicar um conto que quando você acaba de ler, vê em sua frente um ponto de interrogação? Ou até mesmo durante a leitura do conto.

Sinceramente não entendi como alguns autores conseguiram essa proeza. Me fazer não gostar do que ele escreveu. Achei alguns contos sem personalidade.

É claro que alguns dos contos eu gostei e aqui me reservo no direito de não cometer o meu "spoiler" e apontar quais foram os contos, até porque isso seria uma tremenda saia justa.

Faltou na minha opinião algum ingrediente nos contos para fazer do livro um grande livro.


Classificação:  ☻☻☺☺☺

☻ Péssimo ☻☻ Ruim ☻☻☻ Bom ☻☻☻☻ Muito Bom ☻☻☻☻☻ Ótimo

RIO NOIR - EDIÇÃO TONY BELLOTTO - EDITORA CASA DA PALAVRA - 289 páginas

OPINIÃO DO LIVRO: "COLIN FISCHER"




Confesso que a primeira tentativa de ler "Colin Fischer" não foi a das melhores. Não sei exeplicar. Alguma coisa não fez a tal da conexão que todo leitor espera. 

Três livros depois, ou, 5 dias depois da primeira tentativa, resolvei tentar mais uma vez. 

Confesso de novo que o primeiro capítulo e meio eu já balancei de novo. Mas segui adiante. E não é que não me arrpendi?

Você quando começa a conhecer Colin e vai entrando em seu mundo, tudo muda. Você se afeiçoa a ele. Ou até se apaixona por ele. E acaba descobrindo um novo mundo.

O mundo de Colin e de como ele enxerga as coisas ao seu redor é um pouco diferente da nossa percepção. Mas nada que faça com que você tenha alguma dúvida sobre o quão especial é Colin.

A história começa com o começo do ano letivo de Colin abordando todas as dificuldades que uma criança diferente acaba enfrentando. E como você pode adivinhar nada fáceis. E nessa rotina de Colin, uma arma é disparada interrompendo uma festa de aniversário que acontecia na cantina da escola. E Colin é o único que pode investigar o caso. E logo ele vai tentar provar que o seu maior algoz, aquele aluno que o persegue desde o primeiro dia de aula é inocente.

No final achei um livro incrível e gostoso de se ler.


Classificação:  ☻☻☻☻☺

☻ Péssimo ☻☻ Ruim ☻☻☻ Bom ☻☻☻☻ Muito Bom ☻☻☻☻☻ Ótimo

COLIN FISCHER - ASHLEY EDWARD MILLER & ZACK STENTZ  - NOVO CONCEITO - 176 páginas

SORTEIO DO LIVRO: "O PODER DO FRACASSO"



Viciados em Livros, se a vida segue, nossas promoções também seguem!

Em parceria com a Editora Sextante vamos sortear um exemplar do livro:

"O PODER DO FRACASSO" - Sarah Lewis

Compartilhe a imagem em modo público.

Para participar basta entrar na aba "Promoções - Sorteie.me" ou acessar pelos links abaixo: